28 fevereiro 2015

Resumo do mês: Fevereiro de 2015


Começamos o resumo desse mês comemorando 1 ano do blog "Um lado meio Milla..." fiz uma postagem comemorativa contanto estatisticamente o que aconteceu nesses primeiros 365 dias por aqui.
  • A Nicole do blog Agora v4i me indicou para participar da TAG estante perfeita. Que consiste em responder seis perguntas sobre as nossas próprias estantes.
  • Sigo a tradição da blogosfera de escrever um post sobre alguma mudança recente no template. No mês de fevereiro o tema foi "carnaval"
  •  Recebi o livro Saudade em Preto e Branco na segunda semana de Dezembro mas só consegui resenha-lo em fevereiro.
  • Em uma noite daquelas cheias de sonhos&pesadelos estranhos um desses sonhos, virou esse texto quase uma crônica Somebody.... ♫
  • A TAG Canção de segunda.... ficou esquecidinha esse mês por aqui. Por causa disso resolvi responder a TAG: Minha história em dez músicas A proposta é listar dez músicas, relacionando-as com algumas categorias que, aparentemente definam a sua vida. Convidei as meninas que participam junto comigo do projeto literário 16 on 16.
  • Falando em projeto literário 16 on 16... O tema desse mês foi "A gente não precisa nunca ferir o outro pra curar algo aqui dentro." eu escrevi o texto "Mil pedaços...".
  • Esse mês eu li o livro : A Vida do Livreiro A.J. Fikry e fiz algo além das Resenhas que eu estou acostumada a fazer. Escrevi e também, sobre as minhas impressões pessoais surgindo assim a postagem Resenha&impressões.
  • O que você quer de aniversario? Texto inspirado pelo blog “conspirastes” sobre o que penso sobre aniversários.
“No dia do meu aniversario. O que eu quero? Ah, se já lembrou o dia por mim já está ótimo...”.

  • Escrevi sobre as comemorações do meu aniversário de 29 anos e sobre os livros que comprei e outros que ganhei de presente.
  • Na postagem "Template e outros Teoremas..." Seguindo a tradição da blogosfera de escrever um post sobre alguma mudança recente no template no final do mês de fevereiro o tema é "Vintagê".
  •  O post foi inspirado no texto da Ana Vitória do blog so contagiousEscrevi um pouco, sobre o ultimo semestre da faculdade de Psicologia nessa postagem Ultimo semestre!.

27 fevereiro 2015

Ultimo semestre!



"♫ ... Ain't about how fast I get there
Ain't about what's waiting on the other side
It's the climb ♫."

O meu ensino médio não foi nenhum "High School Musical" mas, no Terceirão desce um espirito de um "bom estudante" em qualquer simples mortal e achamos que vamos aprender TUDO que não aprendemos no fundamental e nos dois primeiros anos do ensino médio... 2005, Foi um ano da minha vida que eu ainda não superei.

Achei que eu iria amargar anos a fio em cursinhos até conseguir passar em uma universidade federal... Em 2006, fui para o CESUSC. Uma universidade particular e que tinha o curso superior de Psicologia (minha primeira opção!). Meu primeiro semestre foi assustador! Lembro que na primeira semana eu me sentia miúda diante a minha turma. Pois, a minha turma eram de pessoas mais velhas que já estava fazendo a 2º ou a 3º graduação e eu ali recém saída do terceirão... Segui com essa turma até o quinto semestre. Diminui a quantidade de matérias que eu estava fazendo no semestre e re-fiz algumas dessas matérias... resolvendo assim, ficar com as turmas anteriores.

Em 2009 consegui meu primeiro estágio de Psicologia (não obrigatório) em uma secretaria do estado de SC. O estágio não tinha nada haver com Psicologia era mais um projeto dentre tantos outros projetos feitos no estado para não darem certo... Completei um ano de estágio, entreguei "o trabalho de estágio" e jurei que só faria novamente um estágio se fosse o obrigatório da faculdade. Aquele semestre foi um fracasso² e que colocou em xeque todo o meu sonho do inicio... E a pergunta que eu mais fazia para mim mesma era; O Que Eu To Fazendo Com A Minha Vida? e a resposta era automática: Eu Não Faço A Menor Ideia ...

Em 2010 eu tranquei a faculdade de Psicologia jurando nunca mais voltar... e a noticia foi recebida com um grande susto pelos familiares e amigos. Fui para o curso de administração mesmo não tendo nada haver comigo... com uma turma divertida e fazendo poucas matérias... mesmo não me adaptando com exatas, foi um dos semestres mais universitários que eu tive na vida! Com direito a festas nas sextas-feira depois das aulas e baladinhas nos finais de semana. No final de 2010 senti um aperto... pois, eu estava com uma turma bacana porém, em um curso que eu não me identifiquei.

Em 2011 e 2012 descobri minha verdadeira "relação" com a Psicologia. Um sentimento verdadeiro de amor & ódio e comecei dizer uma frase que repito todo semestre desde então:
 Quero me formar em Psicologia para trabalhar com máquinas rs.
 No segundo semestre de 2013 eu estava cursando a 7° fase do curso e nessa fase, começa os estágios (básicos) obrigatórios.Eu escolhi entre tantos... o estágio de Psicologia Escolar, em uma escola pública no sul da ilha aqui de Florianópolis.

Estágio Básico I:  O meu primeiro estágio, foi com essa turminha chuchu da foto  estudantes da 1° série transformaram os meus dias de estágios mais divertidos!
Melhor Pequinique!
Estágio Básico II: Nesse segundo estágio, apliquei dinâmicas pensadas no primeiro semestre... Mesmo tendo mais trabalho do que no semestre anterior, que só ficava observando os alunos e a turma em geral como fiz no primeiro estágio. Apliquei as dinâmicas com turmas de 3° e 4° série e as crianças cooperaram e se divertiram nas atividades (principalmente as fotográficas).


Resumindo o ano de 2014 em "Selfies"
Amigos, aulas, estágios, mais aulas e serviço.

Estágio e GETEP foi algo diferente de todos os estágios que fiz nesses dois últimos semestres da faculdade de Psicologia... O trabalho foi com os imigrantes/refugiados Haitianos que estão morando na cidade de Florianópolis/SC. Esse primeiro semestre de 2015 continuamos com o trabalho para aplicar um projeto com os imigrantes que ainda moram em Florianópolis/SC.

E chegamos no 10 semestre da graduação! Estou com dois sentimentos divergentes: 
1) Ufa. ta acabando! 2) ta acabando... Mas, ainda é cedo!
Sinto que no decorrer desse semestre será nostálgico e cheio de saudades... Escrevo mais um pouco desse semestre em uma próxima postagem, pois, esse post ficou gigante além da conta...

"♫ ... Keep on moving
Keep climbing
Keep the faith
Baby
It's all about
It's all about the climb
Keep the faith
Keep your faith... ♫"

24 fevereiro 2015

Template e outros Teoremas...

Sempre fui aquele tipo de pessoa que criava teoria para TUDO na vida. Nesses vinte e tantos anos... Algumas dessas teorias, foram caindo por terra ao longo do tempo e do quanto eu fui amadurecendo ao longo desses anos.

Criei a "Teoria do Café" depois da primeira vez que eu preparei o meu próprio café e depois desse dia, se tornou a minha bebida quente preferida:

Teoria do Café: Quando aprendemos a fazer algo (café) pela primeira vez, do nosso jeito: x colheres de pó de café, quantidade de água ideal, açúcar ou adoçante? e servido na caneca ou na xícara? (personalizado...). Dificilmente nos agradamos com café expresso e feito pelos outros. mesmo quando tomamos algumas vezes...
No inicio desse ano, encontrei um blog "fofuxo" que disponibiliza Tema base free e que te dá a possibilidade de fazer as alterações no própria configurações do Blogger. Oque é meio caminho andado, para uma pessoa analfabeta em HTML assim como eu, poder montar um template com toque mais "personalizado".


O template desse mês de Março, está com um visual mais clean. O topo da imagem foi feito por mim com imagens e banner do site www.canva.com. As imagens do topo; Maquina fotográfica, livro e walkman deram ao template um ar meio Vintage (curti!). eu cheguei a usar o mesmo topo ano passado mas, o template desses mês não está tão vermelho...   

Ps: Eu sei que ainda faltam o4 dias para o mês de fevereiro acabar. Porém, acabou o carnaval e estava muito colorido por aqui... Resumindo: Enjoei do template antigo.

23 fevereiro 2015

22 de fevereiro = Vinte e (3ou9)!

O que falar desses vinte e tantos anos... que mal conheço, mas já considero pacas?

Sim, no dia 22 de fevereiro foi o meu aniversário de vinte e nove anos (29). O apavorante dessa idade é o fato de que, a seis anos atrás eu brincava que teria eternamente vinte e três, ou como os amigos de estrada costumavam dizer "vintrêix!" rs. 
"3ou9" é uma quantidade aleatória que o Alemão Ronaldo repetia incansavelmente em um programa de rádio chamado Pijama Show dos outros músicos do sul começaram a repetir.
Combinei com o pessoal aqui em casa que eu não queria GRANDES comemorações e nem restaurantes caros... Almoçamos eu e meus pais no shopping e aproveitei para dar um passeio na livraria Catarinense e de quebra, ganhei alguns livros de presente de aniversário.


Fiquei acompanhando no meu celular as minhas redes sociais (Facebook e Instagran) ás várias felicitações dos amigos e outras tantas ligações dos familiares a tecnologia sempre nos aproximando...

21 fevereiro 2015

"O que você quer de aniversário?"

Desde que eu era bem pequena essa pergunta me deixava um tanto sem graça. Primeiro fui educada que, não é de bom tom, ficar pedindo presentes. Outra é que, mesmo quando insistem na pergunta eu nunca sei de verdade o que pedir.


No dia do meu aniversario. O que eu quero? Ah, se já lembrou o dia por mim já está ótimo. Para não dizer que sou totalmente avessa aos presentes gosto daquele em forma de “lembrancinhas” não é algo caro. Mas é algo simples que fez a outra pessoa lembrar-se de você. É gratificante ver que uma pessoa parou para pensar e criar alguma coisa para você, ao invés de só pegar alguma coisa pronta. Acho uma coisa legal de se ver. Mostram que se importam. Mas, admito que,gostaria de ganhar meus presentes em dinheiro para assim poder comprar minhas “bugigangas”.
“Mesmo que não veja muito sentido em aniversários. Parabéns? Parabéns pelo quê? Por sobreviver mais um ano? Um dia para as pessoas serem legais com você? Compensar todos os 364 dias do ano que sequer lembraram seu nome? Talvez pra tentar ser convidado pra sua festa ou sabe-se lá.”
Esse ano, meu aniversario cai em um final de semana. Vou usar esse dia para me concentrar, ter um dia meu mesmo, como sugere os aniversários... Manter os pensamentos leves. Eu acredito que, isso atrai energias boas o ano todo. 

Fazer aniversário nesses dois primeiros meses do ano funciona como um ano novo com 365 dias de novas possibilidades... Costumava gostar dos anos pares, bem mais que, os anos ímpares. Mas o ano de 2013 (27) foi tão... Massa! Que tenho medo de continuar afirmando isso. Uma coisa é certa: não espero presentes de ninguém! Talvez o meu maior desejo de aniversario. Seja aquele trecho da canção da Vanessa da Mata: Quero só noticia boa/Quero paparicações no meu dia, por favor,/Brigadeiros, mantras, música/Gente vibrando a favor/.

Esse post surgiu inspirado pelo blog Conspirantes

19 fevereiro 2015

Resenha&impressões: A Vida do Livreiro A.J. Fikry



















A Vida do Livreiro A.J. Fikry
Gabrielle ZevinAno: 2014 / Páginas: 192
Editora: Paralela
Sinopse: A Vida do Livreiro A.J. Fikry - Uma carta de amor para o mundo dos livros “Livrarias atraem o tipo certo de gente”. É o que descobre A. J. Fikry, dono de uma pequena livraria em Alice Island. O slogan da sua loja é “Nenhum homem é uma ilha; Cada livro é um mundo”. Apesar disso, A. J. se sente sozinho, tudo em sua vida parece ter dado errado. Até que um pacote misterioso aparece na livraria. A entrega inesperada faz A. J. Fikry rever seus objetivos e se perguntar se é possível começar de novo. Aos poucos, A. J. reencontra a felicidade e sua livraria volta a alegrar a pequena Alice Island. Um romance engraçado, delicado e comovente, que lembra a todos por que adoramos ler e por que nos apaixonamos.
“As pessoas contam mentiras chatas sobre política, Deus e amor. Você descobre tudo que precisa saber sobre uma pessoa com a resposta desta pergunta: Qual é o seu livro preferido?"

Nesses últimos meses, eu resolvi ler os meus livros ainda "ñ lidos" e diminuir a quantidade de leituras na prateleira dos "livros não lidos". Sim, sou chata... os livros só vão para a parte superior da estante, depois de devidamente devorados lidos. Adquiri esse livro no segundo semestre do ano de 2014 e até fotografei no ultimo Book Haul do segundo semestre. Mas, eu só fui realmente ler esse livro na segunda semana desse mês de fevereiro. Nesse momento, me encontro em um estado um tanto que #reclamona (Será que é por causa do inferno astral?) mas, diferente de outras épocas me sinto culpada, de ficar procurando motivos para reclamar. Pois, se ficarmos procurando motivos para reclamar a lista será infinita... Fazendo parecer que, não temos motivos suficientes para sermos gratos.
“Às vezes os livros só nos encontram no momento certo.”

Quando eu tinha uns 07 anos mais ou menos, quando os professores chamavam a minha atenção costumavam repetir a frase: "Nenhum homem é uma ilha." e era assim que eu me sentia, quando na maioria das vezes lanchava sozinha nos inúmeros intervalos do ensino fundamental... Quando aprendi a ler e descobri que Cada livro é um mundo e cada semana estava em um mundo diferente mesmo estando no mesmo lugar. 

A Desvantagem de ser sozinha "é, qualquer bagunça que faça, você mesmo tem que limpar." e acabei me tornando responsável por todas as "sujeiras" que eu fazia na vida...Quando as coisas pioravam eu corria para os meus pais e eles estavam sempre lá, me protegendo. 

Sou contemplada em morar em uma cidade com quatro grandes livrarias e aprendo no livro do livreiro... que "Um lugar não é um lugar sem uma livraria". Mesmo assim, não acho que seria um trabalho ideal. Leio por prazer, nos finais de semana solitário e esses dias são os mais divertidos. Não conseguiria fazer disso uma obrigação apesar do conhecimento adquirido de poder falar com propriedade sobre livros que é um dos meus assuntos preferidos.

Os personagens secundários Amelia Daniel e Maya são envolventes e completamente essências para toda a mudança na vida do personagem principal A.J. Fikry.

Lembra-se Maya: As coisas que nos tocam aos vinte não são necessariamente os que nos tocam aos quarenta, e vice versa. Isso é verdade para os livros e para a vida.

16 fevereiro 2015

Mil pedaços...

O jeito é deixar doer pra ver se sara... ♫

A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar...

Sempre que leio esse trecho, do escritor francês Antoine de Saint-Exupéry no livro Pequeno Príncipe. Meus olhos ficam marejados, até finalmente me render algumas lágrimas... Choro, por milhares de histórias sem inicio, fim e meio que tenho acumuladas nesses meus vinte e poucos anos.

Na ultima vez, mantive meu coração aberto. E mesmo assim, sendo toda amor isso não lhe poupou de ser quebrado em mil pedaços... Depois da ultima decepção, me permiti sofrer e sangrar todas as dores acumuladas de todos esses anos. Foi necessário deixar doer... todas as mágoas, chorar todas as lágrimas e sangrar todas as feridas, mesmo aquelas que estavam pseudo saradas cobertas daquelas casquinhas de feridas... cada lembrança de nós dois é como eu estivesse coçando essas feridas até começar a sangrar novamente. Mas, esgotei todos os sentimentos e não restaram sequer lágrimas ou qualquer tipo de lembrança sua.

Devo ter machucado umas 3ou9 pessoas, ao longo dessa ciranda de " amar e não ser amado..." mas, nunca quis te ferir para curar o que não tem cura aqui dentro: meus desalinhos e complexo de patinho feio são só meus. e todas as vezes que tentei dividir isso com alguém, em vez de aproximar acabava afastando as pessoas cada vez mais.




11 fevereiro 2015

TAG: Minha história em dez músicas

O dia para falar sobre músicas é na TAG Canção de segunda.... que geralmente são postadas na segunda-feira. Porém, vai fazer uns cinco dias que eu não dou ás caras por aqui, depois do ultimo conto.Então, a gente disfarça e participa de uma TAG para não deixar o blog ás moscas... Ninguém me convidou a participar desse meme mas, convido as meninas que participam junto comigo do projeto literário 16 on 16.

A proposta é listar dez músicas, relacionando-as com algumas categorias que, aparentemente definam a sua vida.

01. Uma música que te lembre um momento bom



Todo momento divertido que eu estava em um show com grupos de amigos a banda sempre tratava de cantar essa música tenho lembranças divertidas dessa época...

02. Uma música que defina a sua vida
 
Ouvi uma melodia bacana quando eu estava zapeando os canais da minha velha TV e vi que se tratava de uma novela argentina com pré adolescentes... Fui correndo pesquisar na internet e vi que se tratava de uma musica pouco famosa do Fito Paez e essa é uma das musicas que mais me definem na vida.

03. Uma música que te faz dançar na balada
Faz um tempão que não vou em balada... Nem sei se dançaria loucamente com uma musica TOP 10 das baladas enfim... passo!

04. Uma música que foi tema de algum relacionamento
É...
05. Uma música que sempre te faz chorar


Ouvi essa musica em uma época que estava enrolada  em um desses rolos sem futuro... Não querendo dar um fora, eu acabei levando um fora. Sim, levei um pé na bunda desses que você fica com dor no bumbum  toda vez que lembra desse episódio e ponho essa musica para chorar...

06. Uma música que seria toque do seu celular
Desde a primeira vez que eu ouvi o álbum 1989 da Taylor (recentemente...) achei essa música muito lindinha para um toque de celular porém resisti a essa vontade, para não enjoar da musica antes mesmo de ouvir o álbum completo.

07. Uma música que você gostaria de tatuar



Tenho uma relação quase que transcendental com essa música... Vivia ouvindo nas madrugadas da minha pré adolescência e adolescência e vi um filme passar na minha cabeça, quando eu ouvi ao vivo pela primeira vez no primeiro show que eu ouvi da banda em novembro de 2008. Caso um dia eu quisesse fazer uma tatuagem seria alguma frase dessa música.


08. Uma música que te deixa com vontade de ficar com alguém
Acho a Mallu e o Camelo o casal mais lindo ever da musica... desde a primeira vez que vi eles cantando Janta fiquei com vontade de namorar e colocar essa musica como trilha sonora do namoro... O namoro nunca aconteceu mas a Mallu e o Camello fizeram outra música e dessa vez cantando juntos e espero um dia cantar com alguém especial: Mesmo que não venha mais ninguém Ficamos só eu e você Fazemos a festa Somos do mundo Sempre fomos bons de conversar

09. Uma música em que você está viciada agora


Sou viciada em musical da Disney... #confesso e acabei colocando algumas musicas no meu celular e quando coloquei no modo aleatório para ouvi-las tocou essa gosto da letra e estou viciada na melodia por pelo menos umas duas semanas...

10. Uma música que faz as pessoas lembrarem de você

Juro que já odiei horrores essa música! TODO carnaval depois de 1998 no clube da cidade não tiravam essa música do set e nos piores momentos da festa repetiam... E como iriamos em um grupo grande casal e os filhos do casal eles sempre apontavam para mim no refrão; "Oh Milla, mil e uma noites de amor com você,Na praia, num barco, num farol apagado,Num moinho abandonado,Em mar grande, alto astral," Não que quisessem fazer alguma coisa dessas comigo que era uma criança mas, pelo meu apelido.

06 fevereiro 2015

Somebody.... ♫

Fui sozinha naquele show.... Isso nunca foi problema, eu sentava em uma mesa próxima ao palco e ficava arrumando os últimos ajustes da máquina fotográfica para registrar um dos meus tipos de fotografia favoritos palco.

Fui um show típico, com: Banda animada, Setlist bacana com músicas que já eram velhas conhecidas do grande público e esse mesmo público cantarolavam felizes com o refrão "...Hey-hey- hey / Ela masca bubblegum.". A banda no palco rendeu vários "Click´s" bacanas e consegui algumas fotografias em PB... A bateria da câmera estava com menos da metade carregada mas, já tinha fotografado bastante aquela noite. Quando desliguei a Maquina e finalmente guardei na bolsa foi que eu senti algo estranho... 

No final do show, eu notei que estava sozinha no meio da multidão... Os casais foram se formando no decorrer daqueles versos & refrões das músicas daquele show. E antes mesmo de apagarem as ultimas luzes da casa noturna, todas aquelas pessoas já sabiam com quem iriam passar o restante daquela noite. Sai da casa noturna, tão sozinha quanto voltei... e atravessei a rua sentando no banco mais próximo, observei aquele céu estrelado daquele inicio da madrugada, colocando alguma música aleatória no meu celular. 

Derrepente, senti uma presença de alguém sentado ao meu lado. Um garoto alto, com um par de lindos olhos azuis e barba serrada com a idade de no máximo 30 anos. Falou algo sobre o show, que tinha recém terminado e para puxar mais assunto, falou sobre a lua cheia e as estrelas do céu... Perguntou o que eu estava ouvindo, e antes mesmo de ouvir a resposta pegou o meu fone e colocou em sua orelha, de um jeito que "forçou" os nossos rostos ficarem próximos.

Começou a cantar desafinado de propósito. Mas, seu inglês era impecável de garoto de ensino médio... Quis saber qual era a banda que cantava essa musica e achou engraçado, quando eu falei que, se tratava de uma banda que cantava a trilha sonora de um filme da Disney e cantarolou o refrão perfeitamente: 
Somebody somebody yeah somehow someday someway... ♫
Me perguntou se, eu sabia a tradução dessa musica e cantei um pouco envergonhada Alguém alguém yeah de alguma forma algum dia alguma maneira...♫ e lhe disse que o filme era sobre superação, vontade de ser alguém e se destacar sem ser tão sozinha...

05 fevereiro 2015

Resenha de livro : Saudade em Preto e Branco

Título: Saudade em preto e branco
Ano: 2013
Autora: Maria Fernanda Probst
Páginas: 118
Editora: Penaluxv

Nesse mundo da blogosfera que nos esbarramos com tantos blogs, imagem, textos... Conhecemos também pessoas, mesmo que nunca tenhamos vistos "ao vivo e a cores". E foi nesse mundo que eu conheci a blogueira Maria Fernanda Probst que escreve no blog "Palavras e Silêncio" com uma escrita doce e cheia de sentimentos. Maria Fernanda Probst nasceu em 1987 na cidade de Balneário Camburiú no estado de Santa Catarina (Minha conterrânea!)
Um dia antes de viajar, recebi um pacote pelos correios contendo um livro "Saudade em Preto e Branco" e um marcador de página com um dente de leão, a arte da capa do livro.
Saudade... está ai, uma palavra que só existe na língua portuguesa e não existe tradução em nenhuma outra língua estrangeira... E como a autora mesmo escreveu "saudade é um sentimento verdadeiro demais para ser fingido ou nós sentimos de verdade ou não sentimos.". A Mª Fernanda sentiu, chorou e  transformou toda a sua saudade em versos e textos emocionantes do começo a fim desse livro.
´´Quando se tem saudade, basta-se ser. Deixar passar. E, feliz de mim, que essa saudade não morre nunca, que além de memórias fracas, tenho a voz rouca para te embalar nos sonhos.". 
"E quando fico com raiva eu vomito todos os sentimentos que sufocam aqui dentro e me dá uma vontade irrisória de culpar alguém, embora ninguém tenha culpa de nada.".
Com uma dedicatória fofa e um trecho de uma musica linda do Cidadão Quem.
Tenho saudades acumuladas no peito que transbordaram no decorrer da leitura ... Saudades da minha tia, que faleceu antes mesmo de viver comigo alguns momentos que a sua presença era indispensável da minha juventude (saudades do que eu não vivi...) saudades dos meus amigos da infância, de um amigo em especial que mudou de cidade e esfriando a amizade até não existir mais, a amizade que um dia existiu...

"Dói dizer adeus, dizer para sempre. Saber que aquele que me fazia bem, foi embora cedo demais. Que não verei novamente o seu sorriso sincero, não ouvirei suas palavras de consolo, de ajuda. Ele, entre o diabinho e o anjo, era o anjinho que me dizia sempre as coisas certas, que desejava o meu bem e me fazia andar na linha reta."

04 fevereiro 2015

Esperando o Carnaval chegar...♫

 Há quem diga que Ama o carnaval... más, tem aqueles que odeiam os dias que acontecem a folia. Porém, essas duas tribos, com opiniões completamente distintas concordam pelo menos em um coisa: 

" O ano só começa depois do carnaval.". 

Fico em cima do muro. Amo/Odeio carnaval: Amo; carnaval de rua, Festa em clube da cidade, assistir na TV o trio elétrico em Salvador. Porém, odeio; desfile em escola de samba e pelo fato da TV só passar esse tipo de programação... 

Hoje, pesquisando na internet encontrei um blog fofuxo que disponibiliza Tema base free que base te dá a possibilidade de fazer as alterações no própria configurações do Blogger o que é, meio caminho andado para uma pessoa como eu analfabeta em HTML poder montar um template com toque  mais "personalizado". 

Arrumando o tema base fiquei cantarolando entre os ritmos "Bossa Nova e Rock n' Rool..." da música "Quando o carnaval chegar" do Chico Buarque e tão bem interpretada, na voz do Humberto Guessiguer pensei em um tema do blog mais carnavalesco, com direito a muita luzes e cores... diferente do template anterior que estava muito monocromático mudei as cores... Na verdade, um trio de cores que estava na minha cabeça a um tempo; lilás, cinza e verde. 

A ideia da imagem acima com o surgiu depois, o Pierrot achei nas pesquisas do Google a borda e o fundo das letras são as mesmas luzes do template da arte do blogger que montei no PSP7 (alguém ainda usa?) que foi uma das únicas coisas que aprendi a fazer nesse velho programinha...

PS: Pretendo ficar com esse template até o final do mês de Fevereiro.

03 fevereiro 2015

TAG: Estante Perfeita


Essa tag foi criada pela senhorita Beatriz Nathaly do blog Escrevendo Mundos e a própria indicou o Agora v4i para participar e a Nicole me indicou. São seis perguntas sobre as nossas estantes que precisam ser respondidas.

1) Uma estante só é perfeita se tiver seus livros favoritos. Diga 3 livros que você ama e o por quê.

Tinha ficado cricri com os livros do John Grem depois de ler "Teorema" e ter me decepcionado . Comprei Cidade de Papel nessa mesma época, achei melhor não arriscar deixei na prateleira dos "Não lidos" quase um ano e depois que finalmente me deliciei com a leitura  este livro agora está na lista dos melhores livros que li no começo desse ano!
Eu sabia que ia amar o livro Extraordinário, desde a primeira vez que ouvi a sinopse no evento da Intrínseca aqui em Floripa. Comprei na mesma semana com a primeira capa que na minha humilde opinião é mais bonita que a azul e virou o livro da minha vida!
Vovó Vigarista parece ser um livro infantil com uma história bobinha mas é cheio de lições preciosas para todas as faixa-etárias.

 2) Escolha livros que você não gostou para tirar da sua estante e diga o por quê.
Eu ganhei esse livro... A história do livro é narrada por um cara que recém saiu de uma clinica psiquiátrica e o que deixa a narrativa bastante confusa não lembro agora mas, acho que abandonei a leitura...

3) Quais são os livros autografados que você tem na sua estante que você mais gosta?


4) Quais livros faltam na sua estante para ela ser perfeita?
Sempre vão faltar milhares de livros para a perfeição da minha estante...
5) Quais são as capas mais bonitas que você tem na sua estante?
6) Mostre uma foto da sua estante/canto/gaveta/armário onde você guarda seus livros.





Por fim, a tag também pede a indicação de mais cinco blogs: 

  1. Ana Luisa (http://mvcee.blogspot.com.br/) 
  2. Anna Vitória (http://sooo-contagious.blogspot.com.br/)
  3. Carolina Botelho (http://carolinabotelhoemsenhoritaagridoce.blogspot.com.br/)
  4. Fernanda (http://errodecontinuidade.blogspot.com.br/)
  5. Dell (http://errodecontinuidade.blogspot.com.br/)

01 fevereiro 2015

1 ano!

Eu tinha um blog anterior e já tinha descoberto as delicias/dores de ter um blog Pessoal. Porém, depois de 06 anos baguncei de uma forma, que foi impossível de reverter a situação.

Tenho uma necessidade urgente de escrever! Naquele momento, eu precisava de um "canto" mais organizado na blogosfera para colocar os #mimimis diário, meus textos aleatórios e os meus registros fotográficos. "Um novo ciclo..." foi esse o primeiro pensamento que surgiu quando cliquei no botão ‘criar’ e comecei a montar esse blog. Pensei em colocar algo com "Versos..." no titulo mas, lembrei do trecho do Caio Fernando de Abreu:
“... Márcia tá bonita, mais adultinha, assim com um ar meio da Milla.”
Então, o blog se chamaria "Um lado meio Milla..." por ser um blog pessoal nada mais justo ter meu apelido de infância no nome do blog. Quando completei a 50° postagem  vi que, estava dando certo e que vinha cumprindo o papel de blog pessoal com, textos pessoais no estilo "my dear diary...". E cada dia com mais segurança em colocar aqui alguns ensaios fotográficos com o meu trabalho de fotógrafa free-lance. Os rituais para escrever sempre mudam e quando as "inspirações" aparecem não fico me podando por medo de interpretações e julgamentos como o próprio nome do blog diz é somente "Um lado..." da história.

Hoje, dia 1° de fevereiro de 2015 o blog "Um lado meio Milla..." completa 01 ano! Pensei em fazer um sorteio de aniversário de um kit contendo; livros, marcadores e bottons literários preciso somente amadurecer mais essa idéia... Primeiramente, fiz uma montagem com algumas fotografias no canva.com para registrar a comemoração aqui no blog.



Inspirado nesse blog aqui. Nesse primeiro ano do blog, vou fazer algo diferente. Parar de usar as palavras e prestar um pouco de atenção aos números. E a seguir então, os números do 1 ano do Um lado meio Milla... :

Foram 365 dias, e contando com este são 174 posts, dividido em 06 categorias. Todos esses posts receberam ao todo 447 comentários e esse blog tem 48 seguidores. Em tempos de, c]
[65s\urtir/compartilhar é bom saber que as pessoas param para ler o que eu escrevo e tiram um tempo para comentar pelo menos um "olá" o que acaba se tornando um estimulo para continuar escrevendo.

Agora falando do que eu andei vendo nas estatísticas. Essa parte é engraçada, porque dá pra ver como as pessoas chegam ao seu blog. E olhando as palavras chaves que algumas pessoas colocaram no google, eu tive que rir. Algumas pessoas caíram aqui pesquisando:
  • blogueiras e livros econômicos: Foi uma das postagens mais visitadas (com 28 visualizações) apesar de poucos cometários está sempre entre os "Versos Populares".
  • eu goato de um menino o que eu posso falar com els: Nossa! o primeiro conselho seria escrever direito... O segundo conselho é procurar um blog mais romântico pois esse aqui anda bastante azedo para esses assuntos do coração.
  • eu não faço a menor ideia do que eu tô fazendo com a minha vida trilha; Alguém querendo  dar fim na própria vida???  Não, graças a Deus! Só estavam querendo escutar a trilha sonora do filme que a fofíssima da Clarisse Falcão é a personagem principal.
  • conto contigo? escrevi uma cronica em 2010 com esse mesmo titulo...Postei aqui.
  • livros edição econômica é versão pocket? foi sobre essa mesma postagens  que escrevi acima...
  • projeto 52 x 5 Preciso retornar a fazer o projeto 52 semanas larguei na metade por motivos de FÉRIAS!
O pais que mais acessa o "Um lado meio Milla..." segundo o Brasil é; os Estados Unidos, depois a Russia, Alemanha Índia e por ultimo a China. Meus mais que sinceros agradecimentos para os blogueiros internacionais!

Falei demais... 

Agora eu quero comentários de vocês (Esse é o meu maior presente!) pois, será uma forma de nós comemorarmos juntos esse genuíno espaço que foi se transformando ao longo desse ano. Fale sobre o blog! O que mais gosta de ler, o que menos gosta, se quer ler sobre algo que nunca falei, como chegou até aqui, enfim, falem! Quem nunca comentou, se apresente!
Postagens mais recentes Postagens mais antigas Página inicial
Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo