24 junho 2017

Filme:A Menina do Chalé – ( Chalet Girl)




Kim, uma jovem de 19 anos, costumava ser campeã de skate, mas agora está presa em um emprego que odeia para ajudar seu pai, após a trágica morte da sua mãe. Porém, uma oportunidade surge, e ela é enviada para trabalhar em um chalé, na Áustria, onde encontra uma chance de ganhar dinheiro com o prêmio de uma competição de snowboarding.

Depois que eu terminei a maratona de Gossip Girl eu gosto de ver os filmes que os atores da série participaram. O que me fez assistir A garota do Chalé foi o ator Ed Westwick (Chuck Bass - gossip girl) que faz um personagem muito querido diferente da série e por estar disponível no Netflix.


O filme A garota do chalé é uma comédia romântica bastante clichê. Seria um filme ideal para a "sessão da tarde" um filme despretensioso de passar alguma mensagem para o grande publico. Um filme ideal, para ficar debaixo das cobertas comendo pipoca.

O enredo do filme já é contado "nos créditos iniciais" que faz o telespectador ficar um pouco confuso com a história que esta sendo contada. A trama começa com a A Kim (Felicity Jones – A Teoria de Tudo) trabalhando em uma lanchonete uma ex- campeã de skate que perder a mãe se sente culpada e desiste de tudo,ajuda seu pai, mas o dinheiro que ganha na lanchonete é pouco.

Então, Kim é contratada para trabalhar em um local para ricos. Ganhando muito dinheiro. No começo, kim sente diferente e é tratada diferente de todos. Mas, logo começa a agir da mesma forma que as outras pessoas. Quando começa a aprender snowboard não fica especificado o ataque de pânico que tem toda vez que está nas alturas e nem o porquê


Apesar de ser uma comédia romântica bastante clichê. Eu Enquanto telespectadora  senti que as tramas ficaram um tanto "jogadas" o trauma da Kim podia ser mais explorado trabalhado com mais calma. O final é clichê como em toda comédia romântica.


A Kim (Felicity Jones – A Teoria de Tudo) foi muito irritante. Ela julgava todo mundo com o olhar. Depois se deixou levar por aquele modo de vida. Já não mandava dinheiro para casa. Mesmo que pensasse diariamente em seu pai. Dava para perceber que estava se envolvendo completamente naquele mundo. Um na qual ela desde o começo afirmava não fazer parte. Desde a entrevista já sabia que não pertencia aquele local. A atriz é muito fraca para ser a personagem principal, ela não conseguia passar alguma emoção. Principalmente quando falava sobre a sua mãe. Ou quando pensava nela. Mas, não conseguiu me tocar. Não conseguia ficar triste pela a sua perda nem nada no estilo. 


O Jonny (Ed Westwick – Gossip Girl) aparece em poucas cenas do filme infelizmente. Como aquele príncipe encantado que irá salvar a princesa. O único problema é que está noivo de outra menina. Aquele personagem bem clichê. O Ed tentou mostrar o personagem como alguém legal, ele combina perfeitamente no papel de menino rico. Pela atriz ser muito fraca, o casal não teve química e o romance dos dois não me convenceu. Sei que outros filmes abordam o mesmo estilo de temática. Ainda assim conseguem tornar tudo mais aceitável. Enquanto, nesse caso não convenceu nenhum pouco. 

Não foi somente o romance dos dois que não me convenceu. Os demais também não faziam sentido: O do Jonny com sua noiva era muito seco. Não parecia ter química entre eles. Tinha tudo para ser muito fofo, mas não foi adiante; o dos pais do Jonny também parecia muito estranho e o romance da “amiga” da Kim também foi mal trabalhado. Um dia resolveu que realmente amava o homem e correu atrás dele... 

Por fim, os secundários que eram irritantes demais. O único que se salvava no meio deles era o competidor que ajudava a Kim. Ele era engraçado demais. Ele tentando competir foi bem divertido. Ele trazia uma leveza ao filme. Sem contar que foi essencial para ajudar Kim a superar os seus medos. Em alguns momentos eu acabava torcendo para que ficassem juntos. Justamente pela a amizade que conseguiram criar. A força que um estava dando ao outro. Para enfrentar seus medos e receios. Tinha tudo para dar certo. Se for pensar no final acabou dando certo mesmo. Mas, não da forma que eu queria.


Para quem gosta de romance bem leve essa é uma pedida. Mas, não espere muita coisa do roteiro. Acho que vale a pena assistir se você quiser ver algo despretensioso de passar alguma mensagem para o grande publico. Um filme ideal, para ficar debaixo das cobertas comendo pipoca...

★★★★☆

ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
Estarei tagarelando por lá também (principalmente no Snap!!):


22 junho 2017

Semana 21: Meus piores defeitos.

 Projeto 52X5 . Explico melhor o projeto nesse post aqui.

1. Não saber dizer não

Eu não sei dizer não! E quando eu digo "não" parece que fico em falta com as pessoas... e sempre acabo me metendo em confusão por isso.

2. Antissocial

Já fui muito "social" apesar da minha dificuldade de dar "Oi"e cumprimentar mas, ultimamente criei um asco de alguns tipos de pessoas que até o contato físico está difícil de lidar.

3. Mal-humorada

Meu humor muda com uma frequência impressionante. Não sou uma pessoa "rabugenta" rio de piadas idiotas e me divirto com muito pouco. Meu senso de humor só será afetado pela famosa TPM de todos os meses... Quando as pessoas são extremamente grosseiras costumo ficar com péssimo humor.

4. Teimosa

Sou teimosa, a ponto de não discutir com as pessoas que pensam ao contrário... Se eu estiver certa/errada ninguém precisa (nem quero...) que gastem saliva tentando provar o contrário.

5. Ansiedade

o primeiro é o que mais me afeta, embora seja de fases, em algumas épocas estou muito ansiosa com tudo e outra nem tanto…


ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
Estarei tagarelando por lá também (principalmente no Snap!!):

20 junho 2017

Da vida que eu carrego no pulso...


Eu adoro detalhes. Eu aprendi a gostar de pequenos detalhes desde muito cedo... O tipo de fotografia que eu mais gosto de registrar é aquela cheia de detalhes&significados. Eu tenho um caixa decorada cheia de memórias: ingressos de cinema, shows, lembrancinhas , bilhetes, cartas... Sou dessas que não nega apego errado: Eu me identifico muito com os participantes do programa Acumuladores. Porém, sempre estou arrumando a caixinha que sempre ameaça "explodir de memórias...".

E u já tinha lido sobre a pulseira " Life by Vivara" no blog da Ana Luísa faz um tempinho... Ela escreveu um post em seu blog, para explicar cada uma das suas escolhas para os pingentes . Na época, eu adorei a idéia mas ter um pulseira como aquela não estava nos meus plano$$$ naquele momento.

Esse parágrafo introdutório é só para dizer que eu me formei em Psicologia esse ano e ganhei de presente de formatura da minha amiga uma pulseira Life Prata Fina, e estou enchendo ela de pingentes e carrego um pouquinho da minha história no meu pulso. Resolvi então que iria escrever um post explicativo de cada uma das minhas escolhas de pingente:



Psicologia (presente) - Eu ganhei esse pingente junto com a pulseira no dia que virei oficialmente Psicologa!

Peixes (presente) - Eu ganhei esse pingente junto com a pulseira eu sou pisciana do dia 22 de fevereiro.

Nossa Senhora Aparecida - Eu queria algo que me simbolizasse a minha religiosidade. Eu, como toda boa católica, sou devota e muito agradecida a Nossa Senhora Aparecida. A fé fez de mim uma pessoa melhor, não tinha como não ter algo que simbolizasse isso na pulseira da minha vida, né?

Bicicleta - Eu comecei a aprender a andar de bicicleta esse ano. Estou tirando as rodinhas aos poucos e usando somente como auxilio para não cair.

Sobre a vida que carrego no pulso... É apaixonante o fato de poder olhar para partes icônicas da minha vida e vê-las contadas num fio de pulseira. Quero outros pingentes, com outros significados: livros, maquina fotográfica (também sou formada em fotografia), cachorrinhos (o Teddy e a Mallu )... Quero um pingente que represente o meu lado gaúcho (cuia de chimarrão) e a minha cidade onde moro (Florianópolis). E por hora é isso. O dia que eu acrescentar mais coisas, faço um update.



Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
Estarei tagarelando por lá também (principalmente no Snap!!):
Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo