17 de novembro de 2017

ENTREVISTA COM A AUTORA: Jessica Cluess (Uma Chama Ardente e Brilhante)





Livro:Uma Chama Ardente e Brilhante
Autora: Cluess, JessicaEditora: Galera RecordPáginas: 336



Em poucas palavras, como foi o caminho do manuscrito para a publicação de Uma Chama Ardente e Brilhante?

JC: Depois de terminar a edição, tentei vender o livro por cinco meses, sem resultado. Até que uma semana depois de enviar minha proposta para ele, o homem que se tornou meu agente me ofereceu representação. Depois disso, polimos o manuscrito por vários meses antes de finalmente colocá-lo em submissão. Isso foi perturbador, mas fiquei feliz por termos trabalhado nisso por tanto tempo, porque realmente valeu a pena. Tivemos uma oferta depois de quase duas semanas de submissão e o livro foi a leilão depois disso. Todo esse processo durou aproximadamente dois anos, desde o primeiro dia em que sentei para escrever o livro, até o dia em que obtivemos a oferta para publicar. Parecia muito tempo na época, mas agora passou como um furacão.

Que conselhos você tem para jovens escritores que estão lutando no primeiro rascunho de um livro de fantasia?

JC: Acima de tudo, especialmente quando é fantasia, digo que é melhor escrever um rascunho bagunçado e estranho, com algo apaixonado e emocionante em todas as páginas, ao invés de escrever um rascunho limpo e perfeitamente projetado, que você não sente qualquer coisa para. Na verdade, é mais fácil editar o resultado estranho, porque pelo menos você conhece os sentimentos que deseja evocar. No fim das contas, basta fazer isso. Não há o que editar se você não escrever.

Quais livros, autores ou filmes que mais a influenciaram quando você escreveu Uma Chama Ardente de Brilhante?

​JC: Minha maior influência foi o Jonathan Strange e o Sr. Norrell, de Susanna Clarke. Eu descrevo esse livro como o Senhor dos Anéis, de Jane Austen, e é isso mesmo. Se você ama uma comédia de maneira misturada com um sistema mágico ultrajantemente interessante, vai curtir.

Qual a sua memória favorita do Clarion Workshop*?

​JC: A guerra com pistolas de água que tivemos com Robert Crais e Kim Stanley Robinson. Há uma foto minha atirando nas costas de Stan, enquanto ele foge. Está entre as cinco fotos favoritas da minha vida.

​Quantas histórias você escreveu no Clarion e o que aconteceu com elas?

JC: Eu escrevi cinco histórias, porque durante a primeira semana revisamos uma delas para submissão. A verdade é que nada mais veio dessas histórias, em grande parte porque não sou realmente uma escritora de contos. Muitas das pessoas no programa já eram mestres em escrever histórias curtas, então eu tive que correr atrás. Um deles já tinha até ganhado um prêmio Nebula** por seus contos! Pretendo dar uma olhada e talvez tirar um romance de alguns deles; minhas histórias sempre foram mais longas.

Fonte: http://www.sarenaulibarri.com/blog/interview-with-jessica-cluess-author-of-a-shadow-bright-and-burning




Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
Estarei tagarelando por lá também (principalmente no Snap!!):



16 de novembro de 2017

UNBOXING TURISTA LITERÁRIO - Uma Chama Ardente e Brilhante



O Turista Literário é um serviço de assinaturas que tem crescido bastante nos últimos tempos. As caixinhas promovem uma verdadeira imersão sensorial na historia e todos os meses o conteúdo é surpresa, a única certeza é de que o livro será um Young Adult recém lançado.
No site há a aba "dica do livro", onde eles dão pistas sobre o livro do mês. E para o mês de outubro as dicas eram: 1) Vamos viajar para um país que já visitamos anteriormente com nosso balão; 2) Protagonista feminina em uma história com magia! 3) A história acontece no passado.



Livro:Uma Chama Ardente e Brilhante
Autora: Cluess, Jessica
Editora: Galera Record
Páginas: 336





Sinopse: O primeiro livro da série de Jéssica Cluess, perfeito para surpreender fãs de fantasias já bem habituados com magia, profecias e triângulos amorosos.

Henrietta Howel tem o poder de explodir em chamas. Quando é obrigada a expor suas habilidades ela tem certeza de que será executada. Apenas os feiticeiros podem usar magia, e nenhum deles é mulher. Ela se surpreende quando não só é poupada da guilhotina, mas também nomeada a primeira feiticeira em séculos. Ela é a garota profetizada, aquela que derrotará os Ancestrais – seres sanguinários que aterrorizam a humanidade. Henrietta então passa a treinar dia e noite com um grupo de feiticeiros ansiosos para testar as habilidades – e o coração – da garota da profecia. Mas será que Henrietta é mesmo a garota da profecia?

Avaliação: 




O que veio na malinha do mês? 


➡️ Item para estimular a visão 👀Livro: Uma Chama Ardente e Brilhante.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

➡️ Item para estimular o paladar 🍪 Caramelos do Agrippa; Para estimular seu paladar, sinta o sabor dos caramelos que Agrippa usa para presentear as crianças enquanto texta se elas tem algum poder secreto.



➡️ Item para estimular o olfato👃 Pacote dos Sonhos e as ervas terapêuticasAs ervas aromáticas ou ervas-de-cheiro são utilizadas há gerações na culinária, nos cosméticos naturais, nos banhos, nos chás, na decoração, no vestuário e em muitas outras formas. Suas propriedades medicinais são indicadas no tratamento e prevenção de doenças sendo também excelentes na manutenção da saúde e bem-estar.


Uma excelente e tradicional forma de uso é através dos travesseiros aromáticos, que agem acalmando o corpo e a mente. A prática de colocar ervas sob o travesseiro remonta há muitos séculos e foi feita originalmente para proteger contra o mal, acalmar os maus sonhos, trazer bons sonhos e, alguns acreditavam, até para prever o futuro. Não importa o motivo, os travesseiros de ervas são benéficos para adultos, crianças e até mesmo animais de estimação.

De acordo com a Aromaterapia, a mistura de ervas auxilia no tratamento contra stress, insônia, enxaquecas, problemas respiratórios, ansiedade, depressão e TPM, proporcionando um sono tranquilo, relaxante e reparador. As substâncias fotoquímicas que desprendem do aroma delicado e suave das ervas agem de forma terapêutica no sistema nervoso central. O recheio do Pacote dos sonhos que preparamos para nossos Turistas foi feito com uma mistura de 3 a 4 ervas:


Camomila: acalma e relaxa a mente, traz sensação de acolhimento; Lavanda: calmante, relaxante e alivia dores de cabeça; Pétalas de rosa: traz calor e amor, pode evocar sonhos românticos; Menta: É recomendada para proporcionar sonhos vívidos, ou bem claros.

➡️ Item para estimular a audição 🎧 Playlist no Spotify

➡️ Souvenir de viagem 💝porta-lápis/canetas/marcadores - como lembrança dessa história chia de facetas e personagens intrigantes. Criamos porta-lápis/canetas que serve também para guardar marcadores de livro cada lado apresenta uma a rte cheia de elementos da história, ilustrada pelo Leonardo Vidal.



⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
➡️ Conteúdos extras 💏 Entrevista exclusiva com o autor e mais informações a playlist do mês e itens da malinha.




Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
Estarei tagarelando por lá também (principalmente no Snap!!):


15 de novembro de 2017

[TEMPLATE] Sobre alguns tons de vermelho...


Mudei a cara do blog. Eu tenho necessidade de mudanças... Encontrei esse TEMA-BASE na blogosfera a um tempo atrás e fiquei encantada com a possibilidade mexer nas cores diretamente na configuração do Blogger já que sou um zero a esquerda em HTML e tem um formato mais clean na qual, eu curto bastante.

As peças do quebra-cabeça estão se encaixando embora, elas fiquem embaralhadas na maioria das vezes... Mudei o Banner, com as peças montadas com o tamanho ideal e encaixando no template.No tema-base atual, eu consegui mudar a cor do menu fixo no topo do blog para a cor castanho avermelhado. Escrevi uma nova pagina QUEM ESCREVE e percebi que ainda tenho dificuldade de escrever sobre mim e estou escrevendo novas páginas para o Menu fixo no topo do blog.

As mudanças são constantes... A foto de exibição é de 2017, eu fotografei no estilo selfie pois, adorei o resultado do meu cabelo nessa foto hehehe. Fotografei bastante esse ano, fui modelo no meu ensaio fotográfico de formatura e adorei o resultado das fotos.

Essa postagem é para"inaugurar" o Template e o Banner novo! escreverei textos melhores na seqüência. Prometo.


Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais. 
 (principalmente no Snap!!):
Snapchat: Lmilla5

13 de novembro de 2017

Show: Comunidade Nin-Jitsu


Faz um tempinho que eu não vou a um show tão bacana. Desde o mês de abril, depois de um dejavú um tanto que, agonizante no show dos Acústicos e Valvulados ou seria Velhas da chalaça ou chalaça... Que nem escrevi sobre o show. Acho que perdi o jeito de escrever "diário de chalaça" e já pesso desculpas antecipadamente por alguns erros que eu possa escrever nesse relato.


Quinta-Feira 10 de novembro de 2017. Em Florianópolis/SC. Florianópolis é uma cidade "complicadinha" quando se trata de cultura & entretenimento... Porém, naquela madrugada, recebeu a banda gaúcha Comunidade Nin-Jitsu.

O John Bull Floripa se consolidou como uma das mais prestigiadas casas noturnas da capital catarinense. Com mais de 2700 apresentações de renomados artistas nacionais e internacionais e localizada na Lagoa da Conceição, um dos principais pontos turísticos da cidade, a casa é referência na cena local e palco de noites memoráveis. A programação é inteiramente dedicada ao melhor do Rock e todas as suas vertentes, além do Blues, Reggae e da boa música, em um ambiente dinâmico e requintado.


Quem já me conhece a mais tempo (ou não) sabe que eu adoro e ouço Rock Gaúcho desde a minha adolescência. Apesar de adorar rock gaúcho eu nunca tive a oportunidade de ir a um show da banda Comunidade Nin-Jitsu.

A sensação de assistir um show pela primeira vez é mágico! 
Eu conheci o Nando da CNJ em 2009, quando ele e os meninos do Acústicos fizeram um show para tocar somente clássicos do Rock... Eu conheço 3ou9 musicas da Comunidade por causa da tal "memória afetiva" de ouvir musicas gaúchas na madrugada.


O Jonh Bull não estava lotado. Por ser Quinta-feira, os reles mortais trabalham no dia seguinte... O publico eram realmente os "de fé" dispostos a ignorar o horário e a distância do centro até o local.

A banda não enrolou muito pra subir ao palco (obrigada por isso!), "A espera" foi na medida certa. Como já citei ali em cima, eu conheço apenas 3ou9 musicas da Comunidade por causa da tal "memória afetiva". Não me liguei muito na sequência das musicas, acabei me surpreendendo com algumas musicas cláááássicas que eu já conhecia. 


A energia dos integrantes da banda no palco é contagiante! O publico não ficou parado um segundo e cantavam TODAS as musicas. Eu sabia somente a metade das musicas do setlist 0o. 


Na penúltima musica do show o Mano Changes pede para as mulheres subirem no palco. O Nando na mesma hora olhou para mim berrando -Vem, sobe!!!- quando eu vi, eu tinha entregado a minha cerveja para o segurança e tava no palco junto com outras meninas e interagindo e tirando selfie com o pessoal da banda. 


Eu estava precisando dessa vibe que somente um show ao vivo e a cores te proporciona.Para dar uma revigorada nas minhas energias... 

Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais. 
 (principalmente no Snap!!):
Snapchat: Lmilla5

9 de novembro de 2017

Self image 2017

Inspirado nesse post aqui.


Estou com 31 anos, faltam três meses até que este número mude. Meus cabelos estão cada vez mais grossos e saudáveis, de modo que,  eu não estou encontrando fios dos meus cabelos caindo no box. O comprimento  do meu cabelo esta maior que no inicio do ano e a cor é castanho avermelhado que estou  conseguindo manter sem muita dificuldade.

Tenho uma cicatriz irritante na coluna, porque aos 13 anos eu fiz uma operação na coluna por causa de uma escoliose que não me incomodava desde então... Todos os dias alguém me perguntava sobre essa cicatriz deixando-me um pouco chateada. Aprendo cada vez mais a ter orgulho das minhas cicatrizes...

Acredito que a minha personalidade vive em uma constante dialética de construção e desconstrução. Na maioria das vezes não é fácil, confesso. Eu gosto muito do meu mundinho... E costumo reagir mal com pessoas invasivas. Já sofri muito com as opiniões dos outros. Posso ser uma pessoa difícil de lidar. Embora, isso não seja o que eu sou estaticamente. Existem dias em que eu não sinto vontade de sair do meu quarto, da mesma forma que existem aqueles outros em que eu preciso ver gente  me colocar para o mundo, para todos me verem, me ouvirem e me perceberem.

Eu tenho orgulho das minhas cicatrizes...Quero olhar as minhas experiências com mais serenidade, todas elas, como neutras e válidas é um aprendizado constante.

Minha alimentação caminha para uma re-educação alimentar: Não consigo comer algo muito gorduroso, muito condimentado e apimentado sem passar mal tenho refluxo que foi se agravando com o tempo e passo mal quando exagero nesses alimentos. A passos lentos e graduais, estou me alimentado melhor e não estou sentindo tanta asia. Aprendi a gostar de treinar três vezes na semana na academia. Gosto de saber que estou trabalhando o músculo e a mente. Gosto de sentir músculos que eu não sabia que eu tinha. Me sinto culpada por ter demorado a me acostumar a treinar na academia. Pois, teria evitado algumas dores musculares pelo sedentarismo. Eu luto diariamente contra a preguiça do fim de tarde para fazer o meu treino de 1h e voltar suada. Porém, renovada!

E por falar em estar, sinto-me mais confortável com o meu corpo do que jamais senti antes. Ganhei alguns quilos nos últimos dois anos, mas ainda assim sinto-me em paz com a imagem externa que tenho. Preciso correr na Beira-mar,ver gente, ouvir as ondas por alguns minutos e sentir o vento no meu rosto... Perceber a pequenez das minhas reclamações diárias.

Consegui distinguir com mais clareza os meus objetivos, a graduação em psicologia me sugou um pouquinho cada semestre. Porém, eu pude viver  momentos que me fez perceber que fez todo sentido a sensação de ser sugada para que eu pudesse dar o melhor do meu conhecimento a cada semestre. A pressão que eu mesma coloco em mim me incomoda muito mais do que qualquer pressão exterior. Tenho ao meu lado pessoas incríveis, mas não mais tão numerosas quanto outrora. Não que as pessoas tenham me abandonado, eu que talvez não as considere mais tão incríveis. Talvez seja o momento atual. Talvez seja o fato de que a pessoa que eu sou não se encaixa mais com elas. Talvez seja esse o curso natural da vida. E eu sofro demais com isso...

Ah, não deixe de me acompanhar nas Redes Sociais.
Estarei tagarelando por lá também (principalmente no Snap!!):
© Lado Milla
Maira Gall